Acesse sua Conta

Campo Obrigatório
Digite sua senha

Notícias

24/02/2016

Do café à cachaça, turismo na rota das bebidas

A gastronomia inclui não só pratos regionais, mas também bebidas de várias origens. O Brasil tem uma grande oferta de sabores de norte a sul, que variam conforme a matéria prima.

Museu da cachaça de Salinas. Crédito: Junia Mortimer

 

  Viajar para conhecer novos sabores e por que não, bebidas? O Brasil tem delícias únicas que nenhum outro país tem, como a cachaça, o guaraná, a cajuína, vinhos nacionais, sucos de frutas tropicais, espumantes e cervejas artesanais.  Saiba mais onde você poderá provar cada um desses sabores e planeje seu próximo roteiro de férias pensando nisso.

Cachaça – A cachaça faz parte da cultura brasileira e é considerada patrimônio histórico e cultural do país. O Nordeste e alguns estados do Sudeste são fortes na produção da bebida, que tem como matéria prima a cana de açúcar. A cachaça pode ser branca ou amarelada e pode ou não passar por barril de madeira. Cidades como Paraty (RJ), Salinas (MG) tem vários alambiques onde é feita a produção artesanal da bebida.

  Salinas abriga um museu com 2.200 garrafas e 60 marcas produzidas. Em Betim (MG), o alambique e parque Ecológico Vale Verde também recebe visitas. No local, há também um museu da cachaça com 2 mil exemplares de cachaça de diferentes marcas e o turista pode conhecer o processo de produção da bebida.

Sucos de frutas tropicais – Algumas frutas diferentes podem ser encontradas principalmente no norte e Nordeste do país. Podem ser consumidas in natura, como sucos ou em forma de picolés. Entre elas estão o açaí com sua cor roxa inconfundível ;a graviola, de polpa branca; o cupuaçu de um tom amarelo bem claro; a acerola – rica em vitamina C e avermelhada; o tamarindo, fruto marrom bem ácido; o jenipapo com um odor bem forte e muito usado para a preparação de licor e a carambola, uma frutinha amarela em formato de estrela quando cortada.

Guaraná Jesus – É um guaraná de cor rosa, gaseificado e muito doce, produzido no estado do Maranhão e que ganhou fama nacional. A fórmula inicial foi criada por um farmacêutico que resolveu se enveredar pelo ramo de bebidas gaseificadas.

Cajuína – O caju é a base dessa bebida artesanal, que já foi tema de música de Caetano Veloso. É muito comum no nordeste do Brasil e no Piauí é considerada patrimônio cultural. Não é gasosa, nem alcóolica e é extraída do suco de caju, sem adição de açúcares. Sua cor é amarelo dourado.

 

 

 Crédito: Aleksey Lisovsky / Freeimages.com

 

Café – O Brasil é o maior produtor e exportador de café para o mundo. As lavouras de café situam-se principalmente em Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Bahia, Rio de Janeiro e em parte do Espírito Santo.

  Em homenagem a essa bebida, o Paraná criou a Rota do Café, um roteiro que passa pelo norte do estado e inclui 30 atrativos em nove municípios, entre eles Londrina. Saiba mais em: http://www.rotadocafe.tur.br/. No Rio de Janeiro, há fazendas históricas que produziam o grão, nos municípios de Vassouras, Barra do Piraí e Valença, que compõem o Vale do Café. Conheça mais em: http://www.portalvaledocafe.com.br/

Vinhos nacionais e sucos de uva – Podem ser provados no sul do país, principalmente na região da Serra Gaúcha, que tem o Vale dos Vinhedos em Bento Gonçalves, Garibaldi e Caxias do Sul. Santa Catarina também tem despontado com a produção de vinho nos municípios de São Joaquim, Água Doce e Campo Belo do Sul.

Cervejas artesanais – Com forte imigração alemã, Santa Catarina se destaca na produção de cervejas, que passou a ser um importante atrativo do turismo catarinense.  Assim, foi criada a Rota da Cerveja, que passa por 15 cervejarias e pelo o museu da bebida, nos municípios de Blumenau, Brusque, Gaspar e Joinville. Belo Horizonte também tem se destacado com a produção de cervejas artesanais, algumas marcas criaram parques cervejeiros, onde o turista pode ver o método de fabricação e apreciar uma boa comida acompanhada da bebida.

  Outros polos produtores do país são Ribeirão Preto (SP) e Belém , onde uma fábrica produz cerveja a partir dos frutos locais como o açaí, cumaru, a raiz priprioca e taperebá, mais conhecido como cajá.

Espumantes – Garibaldi no Rio Grande do Sul é a cidade dos espumantes. O primeiro do Brasil foi produzido lá, no ano de 1913, pela família Peterlongo. O município possui mais de 10 vinícolas especializadas na bebida e abertas à visitação e degustações. Os preços são convidativos.

Fonte: Ministério do Turismo

Nosso portal não possuí departamento de jornalismo, apenas replicamos as notícias e publicações de outros, portais, sites e blogs com fim informativo, não tendo intuito lucrativo, reservamos aos seus respectivos autores todos os direitos de autoria tanto da matéria quanto das imagens, citados sempre no campo "Fonte:".

Previsão do Tempo

© 2017, Navegador Turismo, Todos os direitos reservados.
E-mail: contato@navegadorturismo.com.br
Tel.: (55) 9987-6674 com Joel ou 9907-3637 com Daniel